Como eu faço o meu planejamento anual

05:00

Novembro é o mês que eu reservo por aqui para realizar meu planejamento anual e nesse post hoje vou te contar como eu faço e te dar algumas dicas pra te ajudar a fazer o seu quando você quiser. Sugiro fortemente que você faça em algum momento e vou começar te contando porque.

Eu já falei um pouco sobre planejamento anual como uma visão complementar com o planejamento semanal nesse post aqui e sobre como ele pode não ser para todo mundo nesse outro aqui. Mas pra relembrar, eu vejo o planejamento anual como um momento de reflexão sobre a vida e sobre meus desejos para o ano seguinte, me ajudando a direcionar os planejamentos mais práticos do dia a dia. Me ajuda a ganhar uma nova perspectiva sobre minhas prioridades e como quero passar o meu tempo.

Dito isso, deixa eu te contar o que envolve esse meu momento de planejamento anual e porque eu preciso de um mês para isso. Esse é um processo demorado que eu gosto de fazer com calma. Da uma olhada nos passos que eu costumo seguir:

Revisão do ano que está chegando ao fim

  • Mapeio os marcos principais do ano. Os acontecimentos que me impactaram positiva e negativamente. Gosto de fazer isso como uma espécie de linha do tempo dos meses para entender como um impactou nos demais
  • Faço uma avaliação das áreas da vida. Penso no meu nível de satisfação com cada área da minha vida nesse momento. O quão longe elas estão do que poderiam ou do que eu gostaria.
  • Listo lições aprendidas usando algumas perguntas que peguei do WishPlanner anual e já descrevi em um post aqui (clica aqui pra ver). Tem um outro post também que fiz especialmente por conta da virada de 2020 para 2021 com os problemas da pandemia que pode ajudar também (clica aqui pra ver)
  • Releio minhas metas e objetivos e avalio o que evoluiu ou não ao longo do ano.
  • Reviso meus hábitos e vejo como eles fluíram ou não ao longo do ano.
  • Analiso os meus indicadores de negócio. No meu caso eu olho o gráfico de agendamentos de sessões iniciais, de entradas financeiras, de engajamento e visualizações nas diferentes redes sociais.
  • Faço um momento de escrita livre (saiba mais sobre essa técnica aqui) sobre como me sinto com relação a esse ano e deixo fluir.

Planejamento do ano que vem por aí

  • Reúno minhas conclusões listando as ações que me parecem fazer sentido diante do cenário que surgiu nas minhas reflexões da revisão.
  • Deixo assentar por uns dias. Deixo a mente vagar sem pressionar por respostas, planos e estratégias. Só dou um tempo mesmo.
  • Faço um momento de escrita livre sobre meus desejos, necessidades e preocupações para o ano que vem por aí.
  • Listo objetivos e metas a partir das minhas prioridades e refletindo sobre o foco que quero dar nos próximos meses.
  • Penso nos hábitos que quero acompanhar ao longo do ano e que ajustes preciso fazer na rotina para que eles sejam viáveis.
  • Enxugo as listas e vejo que faz sentido mesmo e o que posso deixar ir em termos de ideias, projetos e atividades que estão além do meu tempo disponível em termos de rotina.
  • Penso nos compromissos que se manterão no ano seguinte e em quais blocos de tempo quero manter, eliminar e acrescentar no meu dia a dia.
  • Distribuo os projetos ao longo dos meses seguintes tentando manter um certo equilíbrio e leveza dentro do possível.

Perceba que a única ordem que é importante seguir é fazer a revisão antes do planejamento. Fora isso, fica a vontade para refletir e escolher as atividades (é, você não precisa fazer tudo o que eu faço) e a ordem que faz sentido para você.

Quando novembro termina eu costumo me sentir já animada e disposta para receber o que virá. Uso dezembro para celebrar (aniversário, confraternizações e fim de ano em família) e janeiro para descansar e então em fevereiro a rotina entra em cena com a estrutura que eu preciso para caminhar em direção ao que é importante para mim.

Lembra que você não precisa fazer nada disso, viu? Mas tenta nos próximos meses refletir e colocar intenção no que você deseja para 2022 e usa a organização como ferramenta para te manter ou te levar para a trilha que você escolheu pra você.

Se precisar de ajuda pra essas reflexões, me fala. Deixa aqui seu comentário ou vem fazer consultoria comigo

You Might Also Like

0 comentários

Sou associada ANPOP