Preguiça além dos rótulos

05:00



Eu sou baiana. Isso não faz de mim especialista em preguiça, mas eu não podia perder a chance de começar com essa associação comum. Posso não ser especialista em preguiça, mas sou pós graduada em piadas e comentários generalistas sobre o tema. Nenhum povo é essencialmente preguiçoso. Ninguém é essencialmente preguiçoso. Mas todo mundo sente de vez em quando um pouco de preguiça. O post de hoje não é sobre rótulos, o post de hoje é sobre a preguiça e o que fazer para que ela não te impeça de alcançar seus objetivos.

Preguiça é aquela lerdeza, aquele desânimo, aquela vontade de ficar onde está (inércia). Acontece com todo mundo. Tem a preguiça ligada ao cansaço e tem a preguiça ligada a procrastinação. E a gente precisa aprender a separar e identificar as duas.

Preguiça de cansaço é o corpo pedindo para ser recarregado. Já falei sobre cansaço e como lidar com ele nesse post aqui.  Já falei também sobre como o ócio pode ser bem vindo em uma rotina produtiva. Essa preguiça é como um aviso e eu sugiro que você escute e abra espaço na rotina para dar vazão a essa preguiça. Pode ser um cochilo, um bom e demorado banho, ou apenas desacelerar. Escute o seu corpo. Pare e descanse, sem culpa. Essa é a preguiça gostosa de curtir.

Preguiça de procrastinação, por outro lado, costuma vir associada de justificativas fabricadas de maneira bem plausível pela sua mente. Coisas como "eu mereço", "eu preciso", "eu posso", seguidos de um argumento bem convincente. Esse costuma ser um recado disfarçado do seu inconsciente. Pode ser medo, insegurança, carência e tantas outras coisas. E é nessa preguiça que mora o perigo.

O perigo da preguiça da procrastinação é você atender a vontade de pausa e essa pausa só te ajudar a mascarar e fugir da realização das suas metas. Você sabe o que quer, mas bate uma preguiiiiçaaaa. Opa! Pode ligar o alerta que tem algo mais profundo aí te sabotando. 

O primeiro passo para  preguiça, nesse caso, não empacar a sua vida, é reconhecer que ela existe. A partir daí, o mais importante é mergulhar fundo pra entender do que ela tá te fazendo fugir e porque. O que você ganha dando ouvidos ao seu discurso e o que está disfarçado de rede e pernas pro ar.

Resumindo, preguiça é um sinal que o corpo e a mente te enviam para te forçar a parar. E o que você precisa fazer é aprender a interpretar esse sinal corretamente. E assim, entender se a pausa faz ou não sentido dentro da sua rotina e do que seu corpo precisa. Se ela faz sentido ou é apenas uma reação automática que pode ser ressignificada.

You Might Also Like

2 comentários

  1. Sempre bom lembrar disso, caiu como uma luva.🙏😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah que delicia Helen! Ficou feliz que o post tenha te ajudado por aí! Bjo grande!

      Excluir

Faça parte da minha lista!