Vivendo no automático

05:00



Estamos no segundo semestre do ano e nesse momento tenho certeza de que muita gente está com a sensação de que o ano passou rápido demais, que a vida anda corrida, que o tempo passa sem sentir. Eu vejo muitos motivos para nos sentirmos assim, mas eu quero falar hoje sobre um deles que é quando estamos vivendo nossos dias no piloto automático. 

O piloto automático é um termo da aeronáutica, de quando os equipamentos são colocados para funcionar sem a intervenção humana. O piloto pode pode ficar mais tranquilo e economizar esforços enquanto o avião está seguindo uma rota pre-definida mantendo as variáveis de voo constantes, em uma situação estável.  Esse modo automático também acontece com a gente, quando seguimos uma rotina pre-estabelecida a qual já estamos acostumados, relacionada diretamente aos nossos hábitos. Você economiza o esforço do cérebro de tomar decisões o tempo todo, seguindo uma sequência já conhecida a que seu corpo já responde automaticamente e que historicamente te trás bons resultados.

É, viver no piloto automático não é essencialmente uma coisa ruim. É o nosso corpo economizando energia, é uma estratégia para otimizar o nosso tempo. O problema está em ficar refém desse mecanismo, evitando escolhas conscientes, sem permanecer presente nas suas relações e ações diárias. Viver apenas no piloto automático te distancia da realidade e altera a sua percepção da passagem do tempo. Você economiza energia mas perde contato com a realidade. Tem um filme que ilustra bem essa sensação - Click. Nele o personagem do Adam Sandler usa um controle remoto para avançar alguns trechos da sua vida e se frustra com os resultados.

Então a gente deve evitar viver no piloto automático? Se você me acompanha aqui a algum tempo já deve imaginar que as coisas nunca são assim preto ou branco, a chave está sempre no equilíbrio. Deixa eu te contar então como equilibrar a sua rotina com a dose ideal de comportamentos automáticos:

  • Revise seus hábitos - os hábitos são os nossos comportamentos automáticos principais, aquela sequência de passos que seguimos sem pensar. Acordar e ir direto pro banheiro, escovar os dentes, dormir do mesmo lado na cama. Algumas coisas são simples e a gente não precisa mesmo ficar refletindo todos os dias sobre o movimento da escova, a limpeza ideal dos dentes, a quantidade ideal de pasta. Os hábitos certos otimizam a nossa rotina e nos fazem ganhar tempo. Revisar seus hábitos vai te dar uma noção do que precisa manter no automático e do que pode estar te levando para um comportamento não desejado te distraindo e te fazendo perder tempo ao invés de ganhar. O uso do celular em momentos de preguiça e tédio é um bom exemplo. Mudar um hábito não é uma tarefa fácil, mas reconhecê-los é o primeiro passo. Veja mais sobre hábitos nesse post aqui.
  • Estruture e planeje sua rotina - ter uma rotina pode te ajudar a economizar tempo e é uma maneira de se aproveitar do piloto automático. Mas para que isso seja de fato proveitoso para você, a sua rotina deve ser estruturada de uma maneira estratégica, você precisa investir um tempo em planejá-la, levando em conta o equilíbrio necessário a suas áreas da vida, descanso, auto-cuidado, desenvolvimento, compromissos e ações alinhadas ao que é importante para você e te leva mais próximo aos seus objetivos. Investir no planejamento semanal da sua rotina envolve reflexão, escolhas e possibilita um melhor uso dos comportamentos automáticos no dia a dia. Sugiro um post sobre blocos de tempo como ponto de partida para esse planejamento.
  • Reflita e revise diariamente - planejar uma vez por semana pode não ser o suficiente para manter a sensação de que as coisas estão evoluindo de acordo com a sua vontade, ou seja, não estão apenas seguindo o fluxo no piloto automático. Por isso, uma boa prática é tirar um tempo diariamente para refletir sobre o seu dia. Recorde o que fez, compare com o planejamento, identifique aprendizados e sensações. Quais foram as coisas que você vivenciou e foram importantes? O que te tirou do eixo? O que te surpreendeu? Aproveite para refletir e repensar os dias que virão. Como torná-los melhores e mais proveitosos? Qual a sua intenção para o dia seguinte? Esse momento de consciência vai te libertar do automático e te ajudar a concretizar o andamento das suas atividades.
  • Experimente coisas novas - sair da zona de conforto dá um susto no cérebro e faz ele sair do modo automático na hora. Aproveitar oportunidades de sair da rotina de maneira consciente e equilibrada fazem um bem enorme e ainda pode trazer uma inspiração extra pra lidar com a rotina.

Economize energia no que é mecânico, no que não faz sentido desperdiçar o seu tempo. E então se dedique a vivenciar plenamente de maneira consciente e com presença os demais momentos. Com essas boas práticas e um pouco de bom senso você vai voltar a sentir o tempo seguir o ritmo natural, nem rápido demais, nem lento demais. Experimenta e me conta.


You Might Also Like

0 comentários

Sou associada ANPOP