Historia de PO Gabriela Brasil - do cinema a organização

07:02


Toda semana lá no Facebook da Avesso do Caos eu publico um post que se chama #HistoriadePO onde compartilho a história de outros profissionais de organização. É uma forma de te mostrar um pouco sobre essa linda profissão e a paixão pelo trabalho que cada um deles possui. Enfim, espalhar a organização é lindo e a maioria dos profissionais que conheço tem uma história linda com a organização. Hoje eu pedi a Gabriela Brasil, referência em organização digital, para escrever sua história e ela escreveu um texto tão lindo que eu achei que merecia um post aqui no blog. Fiquem com a Gabi e com a história de como ela foi do cinema ao universo da organização.

"Antes de fazer Cinema eu já tinha passado pelo campo das Ciências Sociais e Psicologia. A vida acabou me tirando de alguma forma desse caminho e aos meus 21 anos eu me vi repensando a carreira já pela terceira vez. Encontrei no Cinema um campo onde me era permitido exercitar minha criatividade. Quando entrei, queria ser fotógrafa. Acabei ficando na produção. 

Me encantava o fato de pensamos em uma obra e a cada passo de um plano de produção ver essa obra se tornar mais real. Sempre tive um encantamento muito grande por imagem e por contar histórias através de imagens, e por um outro lado sempre tive uma habilidade muito forte de viabilizar processos. A produção foi minha primeira escola de empreendedorismo.

Dentro do set eu aprendi gerenciamento de equipes, gerenciamento de crises, gestão de processos. Dentro do set eu aprendi a lidar com egos, com ansiedades, com medos. Dentro do set eu aprendi que minha habilidade  organizacional era fundamental para que a criatividade pudesse acontecer. 

Produtor é o primeiro a chegar e último a sair. Produtor é o responsável do time e modéstia a parte, não tinha quem não gostasse dos sets produzidos por mim. A cabeça organizada pensava em toda experiência para equipe e até mesmo o chocolate pós almoço eu tinha o carinho e o cuidado de produzir, mesmo que o orçamento da produção fosse baixo (normalmente era). 

Realizei curtas, longas, documentários, publicidades e aprendi muito mesmo quando trabalhei com televisão. Meu último trabalho como produtora foi no Globo Ciência e bem nessa época eu já estava pensando em mudar de carreira de novo, já olhando minha habilidade de outra forma. Neste momento cheguei até a escrever um post sobre como me organizei na produção do programahttps://gabrielabrasil.com/producao-programa-globo-ciencia-como-me/. Trabalhar em televisão foi um desafio e tanto e me colocou frente a frente com o questionamento sobre o uso do meu tempo. Eu estava com 26 anos e me questionando sobre o meu futuro a longo prazo. Quando me vi lá na frente, não me enxergava mais como produtora. Não achava que era uma profissão sustentável e estava me dando mais stress do que prazer, apesar de eu amar o que eu fazia.

Me questionei muito sobre minha carreira nessa época. Cheguei a cogitar estudar para Produção Executiva pensando em montar minha própria produtora. Mas era essa minha missão? Comecei a fazer coaching para clarear as ideias e em Outubro de 2013 meu contrato com a produtora encerrou. Não voltei mais a trabalhar com produção. 

Minha jornada empreendedora começou aí. Eu expliquei um pouquinho mais sobre os caminhos que escolhi para entrar na profissão de organização neste email enviado para Newsletter. Mas basicamente, a escolha veio de uma reflexão profunda sobre qual que era o meu lugar no mundo e como eu poderia ter mais prazer e sustentabilidade com o meu trabalho. Acredito muito que trabalho é parte da sua vida e não sua vida inteira e por isso mesmo, minha busca foi e continua sendo por um negócio prazeroso. E meu sucesso, descobri no caminho, está diretamente ligado a ajudar os outros e buscar a evolução dos seres junto a minha própria evolução. 

Eu nasci com cabecinha organizada e hoje, eu ajudo pessoas a encontrarem a organização que funciona pra elas. Faço isso através de cursos, conteúdos, compartilhamento dos meus próprios processos. No fundo, sinto que estou produzindo outras histórias, assim como eu fazia no cinema. Penso junto com as pessoas sobre como começar, o que vai ser necessário, como colocar um projeto e uma vontade no mundo, fazer acontecer. Organizar pra mim é ajudar os outros a contar suas melhores histórias e poder fazer isso me enche de gratidão. 

Foi assim que entrei na profissão de Profissional de Organização. Tenho um vídeo também sobre como comecei a atuar como profissional de organização digital. Nele eu explico mais um pouco sobre essa trajetória no mundo da organização pessoal e conto como fui me envolver com essa história de organização e tecnologia. Mas pra não alongar o papo, corre lá no YouTube pra conferir. 😉"

Não é uma linda história?! Obrigada Gabi minha linda por tanta inspiração. Te desejo muito sucesso espalhando a organização por ai.

Eu e a Gabi fizemos juntas um post sobre Maternidade e Tecnologia que ficou lindo, vai lá ver.

E se quer ver mais histórias de profissionais de organização, fica ligado no facebook toda quinta feira.


You Might Also Like

2 comentários

  1. Que alegria estar aqui!!! Mais uma vez muito obrigada pela oportunidade, lindona! Beijo grande

    ResponderExcluir

Faça parte da minha lista!