Alice e o tempo

05:00

Imagem do Coelho, uma referência ao romance Alice no pais das maravilhas em que o coelho vivia atrasado correndo atras do tempo

“É tarde! É tarde! É tarde até que arde! 
Ai, ai, meu Deus! Alô, adeus! É tarde, é tarde, é tarde!”.
Coelho de Alice no país das Maravilhas - by Lewis Carroll

Já falei aqui muito sobre o tempo ( frases, tempo e dinheiro, tempo e organização). Mas sempre tem algo mais a dizer. Hoje eu quero falar sobre a minha relação com o tempo, atrasos e o que eu aprendi sobre isso ao longo de anos de terapia.

Dizem que "mineiro não perde trem". Eu não sei se vale pra todos os mineiros, mas a minha mãe é mineira e ela é, de fato, super pontual. Pontual do tipo chega pelo menos 15 minutos antes de qualquer compromisso para garantir. E eu aprendi com ela. Não me atraso. E odeio quem se atrasa. Eu sempre fui como o coelho da Alice, preocupado com a pontualidade, e não como a minha xará, De relaxar e viver apenas observando as maravilhas do caminho. 

A minha relação com o tempo já foi um problema sério na minha vida (hoje não é mais tanto porque a terapia me ajudou e porque casei com um cara que se atrasa, tive que relaxar). Pra mim era mais do que uma questão de organização. Era uma questão de responsabilidade e respeito. Ao meu tempo e ao do outro. E em nome disso eu já cheguei em festas antes do aniversariante, já quase fui assaltada esperando no carro por amigos que iam pegar carona mas não desciam no horário combinado e já me estressei e briguei muito.

Nunca vou me esquecer de discutir com a terapeuta que eu estava certa e todos os outros estavam errados. Afinal eu seguia o relógio, Greenwitch (meridiano central e padrão internacional de tempo) era minha referência afinal, uma convenção universal. Ou não?

Aprendi então que nem sempre. Que apesar das convenções temos uma sensação particular a respeito da passagem do tempo e seu significado. O tempo é, afinal, relativo. Parece custar a passar quando estamos fazendo algo chato, e passa muito rápido quando fazemos algo que gostamos, por exemplo. Pouco, muito, já, rápido, devagar, são todos conceitos beem relativos. "Tô pronta" pra mim era to com a bolsa a tiracolo chamando o elevador. Pra meus amigos era muitas vezes: to saindo do banho, vou trocar de roupa, me maquiar e desço. 

"Alice: Quanto tempo dura o eterno?
Coelho: As vezes apenas um segundo."
Alice no país das Maravilhas - by Lewis Carroll

Sim, eles podiam ser mais pontuais. Até porque me conheciam e sabiam que eu era pontual. Mas quer saber? Eu também conhecia eles e sabia que eles não eram. Então eu também podia mudar e ser mais flexível.

O ponto é que o que acontece com a gente não define como a gente reage. A reação é nossa responsabilidade. Se o tempo é algo importante pra mim, eu que me organize para não me atrasar ao invés de tentar controlar o que os outros fazem. A minha responsabilidade é apenas com os meus atos. Percebe a diferença?
" A pontualidade é uma ladra do tempo" 
Oscar Wilde

Aprendi também que essa preocupação exagerada com a pontualidade às vezes nos impede de aproveitar os momentos da vida. Se irritar com o atraso, se adiantar, pode nos fazer perder ao invés de ganhar tempo .

O tempo é sentido de maneira diferente pelas pessoas. Ao assumir compromissos, precisamos observar o que precisaremos fazer para cumprir. Em algumas culturas o atraso é até sinal de educação. Em outras, é um ultraje. Algumas pessoas vão se chatear se vc se atrasar, outras vão se chatear se vc chegar cedo demais ou mesmo na hora marcada. Perceber o ambiente e o funcionamento das pessoas ao seu redor também faz parte de se organizar. Dançar conforme a música, essa talvez seja a maior lição.

" Todo o tempo que não se percebe com o coração é tão perdido quanto as cores do arco-íris para o cego ou o canto dos pássaros para os surdos. Infelizmente há corações cegos e surdos que embora batam, não percebem nada. " Michael Enfrentar.

E você? Como é a sua relação com o tempo? 

You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!