Organização do enxoval do bebê - o que levar em conta?

05:00


Hoje eu e minhas queridas parceiras e amigas Halorna Dias e Claudia Gray estamos dando um workshop sobre Baby Organizer pela 3D Ordem e resolvi aproveitar para dar uma dica por aqui que é útil tanto para os papais e mamães quanto para outras profissionais de organização que querem trabalhar nesse nicho e ficaram de fora do evento de hoje.

Quando se fala sobre a chegada de um novo bebê na família a primeira coisa que a gente pensa é no lindo enxoval. Roupinhas e paninhos lindos e bordados. Mas hoje eu quero lembrar que não é só sair comprando as coisas mais lindas que aparecerem na sua frente, nem gastar rios de dinheiro com coisas que você não vai usar. Se não for pelo seu bolso, que seja pelo planeta que você quer deixar para seu pequeno.

Por isso, deixa eu te contar algumas coisas com as quais você precisa se preocupar para evitar problemas:

  • Estação do ano em que o bebê irá nascer. Importante para definir a quantidade de roupinhas de frio e de calor por idade.
  • Onde serão feitas as compras. Muita gente resolve fazer o enxoval nos estados unidos e se essa for a sua escolha isso vai interferir diretamente nas escolhas das marcas dos produtos.
  • Segurança do bebê. Botões, pequenas peças e etiquetas podem representar um risco. Os bebês colocam tudo na boca e os ítens de enxoval podem representar uma ameaça se você não estiver atento a isso.
  • Visão do Obstetra e Pediatra. Tudo bem se quiser baixar uma lista na internet para usar como base, mas lembre que essa lista deve sempre ser personalizada para o seu cao, analise criticamente, leve ao pediatra e obstetra. Alguns médicos não recomendam alguns produtos, e a cada ano novidades vão surgindo. Deixe que profissionais te ajudem nessa escolha.

Algumas outras dicas para fazer um enxoval minimizando os gastos:
  • Reutilize: sim, aceite o enxoval daquela amiga ou parente que não vai ter mais filhos. Os bebês perdem as roupinhas muito rápido e algumas coisas é só lavar e esterilizar e está praticamente novo. Algumas roupas o bebê provavelmente nem terá usado de fato (aconteceu comigo).
  • Aproveite ao máximo o seu chá de bebê. Peça o que precisa. Os amigos e a família vão ajudar participar desse momento. Eu só fui comprar fraldas para minha filha um ano depois praticamente.
  • Faça você mesmo. Tem muita moda na decoração do quarto, mas já parou pra pensar que você pode fazer você mesmo? Customize, do seu jeito, personalize coisas que já tenha. O quartinho do seu bebê vai ficar super aconchegante.
  • Prefira roupas que possam ser aproveitadas por mais tempo. Vestidos que viram batas, calças que viram shorts. Caso vá reaproveitar, prefira peças com tecido de melhor qualidade pois as lavagens frequentes podem danificar muito o tecido.


Essas dicas te ajudaram? Deixa seu comentário e compartilha com um amigo que possa se beneficiar também.

You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!