Organize-se para viajar mais - Dicas de especialista

05:00

Que eu sou especialista em Organização você sabe. Mas para o assunto de hoje eu resolvi chamar um especialista em viagem. O William é meu amigo há alguns anos e desde que eu conheci ele está sempre falando sobre a última viagem que fez ou planejando a próxima viagem que vai fazer. Ele aproveita todas as folgas, férias e feriados e consegue quase que magicamente visitar uma quantidade de lugares aparentemente impossíveis para uma pessoa comum (a meta dele é de completar 100 países até o final do ano). E sim, ele trabalha 8 horas (às vezes mais) por dia, tem vida social e ainda por cima faz faculdade de cinema. Ok, acho que já deu para ver que ele é a pessoa certa para me ajudar a dar dicas de viagem, certo? Então, juntos vamos aliar a técnica com a experiência e acima de tudo o amor por explorar os cantinhos do planeta em um post super especial.
Embarca com a gente...

“Oi! Que privilégio é falar diretamente com vocês. Serei direto porque quero que sobre mais tempo para planejarem as suas próximas viagens. Para viajar é necessário tempo (e dinheiro), mas a boa notícia é que as pessoas costumam superestimar a quantidade de dias (e de reais) que realmente precisam. Infelizmente, essa crença equivocada de que é preciso ser “rico” e ter tempo para viajar também ajuda a disfarçar nossos medos do desconhecido e a não pensar na realidade das nossas prioridades (para muitos comprar um carro ou passar mais tempo em casa é mais importante que viajar, por exemplo). E são esses medos que fazem com que muitas pessoas quase nunca viajem apesar de dizerem o tempo todo que adorariam conhecer o mundo. Dito isso, vamos às dicas mais importantes: 
  • Você quer mesmo viajar? Pensa no que você espera da viagem, o que você gostaria que acontecesse, com quem você gostaria de ir (sozinho, com alguém especial, com amigos, com família?), o que te fará feliz (conforto, diversão, aventura?). Eu te digo: viajar é sempre ótimo, mas desde que esteja de acordo com as suas prioridades de vida. Não caia na armadilha de “querer ir pra Disney porque todo mundo vai”.  Reflita sobre o que é importante pra você numa viagem.
  • Quanto tempo e dinheiro você tem disponível pra viajar? Não leve em consideração ainda o destino. Mentalize somente o que você realmente tem pra investir em viagens. Neste momento é preciso ser bastante honesto consigo pra concluir o quanto você pode investir. Lembre-se que a vida é feita de trocas – reduzir os gastos com supérfluos (leia-se: coisas que são menos importantes pra você do que viajar) pode ser a chave para realizar um sonho. Se achar que não tem tempo, reflita sobre a maneira que você está administrando suas prioridades. 
Antes de continuar, preciso anunciar que sou uma pessoa inconformista. Temos muito pouco tempo para fazer tudo que queremos, mas não dá pra lutar muito contra as fases da vida: há momentos em que temos mais tempo e dinheiro disponível que em outros. A grande virada para mim foi quando concluí que se eu seguisse uma vida “normal”, como funcionário de alguma empresa e formando uma família, eu só teria umas dez oportunidades de fazer grandes viagens enquanto vivesse. E esse número me pareceu assustadoramente baixo. Por isso aprendi formas de viajar o máximo possível com pouco tempo e pouco dinheiro.

As próximas dicas são especialmente para as pessoas que têm restrições de tempo ou dinheiro, mas que nutrem uma vontade irresistível de conhecer o mundo e não querem perder nenhuma oportunidade. 
  • Pega um calendário ou agenda agora. Caso ainda não tenha, marca todos os eventos e compromissos importantes, aniversários, festas, shows, provas, consultas médicas etc. Considere pelo menos os próximos 12 meses. O objetivo nesse momento é observar os dias em que você não está disponível para viajar. Se for importante viajar com mais pessoas, considere os compromissos delas também. No mesmo calendário ou agenda, marca agora todos os seus dias especialmente livres, como folgas, feriados, recessos escolares, possíveis períodos de férias trabalhistas etc. No final desse exercício você saberá exatamente os períodos de tempo que você tem disponíveis para viajar.
  • Abra um caderno ou editor de textos agora. Lista todos os destinos que você gostaria de conhecer. Se já tiver algo parecido pronto, aproveita para revisar e ordenar a lista. Para algumas pessoas visitar o tio no interior de Minas Gerais é mais importante que ir para Nova York. Tem gente que não tem menor interesse em conhecer a Europa. Outras preferem visitar o mesmo destino várias vezes a conhecer lugares novos. Reserve um tempo pra pensar nos destinos e não se importe com o dinheiro ou tempo que você precisa ter por enquanto. Pode fazer pesquisas também. No entanto, neste momento é mais importante listar os lugares que você sempre quis ir do que listar todos os destinos que parecem interessantes de conhecer. Pensa nos seus sonhos, reflita sobre as prioridades, no que você gostaria de fazer primeiro. Você pode ter um ou cinquenta destinos. Você pode pensar perto (cidades vizinhas) ou longe (outros continentes). A lista é sua!
  • Una seu calendário com sua lista de destinos da seguinte maneira:
    • Classifique cada destino em relação ao tempo que você acha que precisaria. Não é necessário ser exato neste momento – você terá oportunidade de refinar os planos antes de viajar de fato. Por exemplo, eu gosto de classificar os destinos em lugares que eu preciso de um fim de semana pra ir, de um feriadão de 4 dias ou de férias longas (15, 20 ou 30 dias). Considere se alguma das viagens tem período certo de acontecer, por exemplo, alguma estação do ano ou evento específico (como Carnaval ou Natal).
    • Agora olhe de volta para a sua agenda e veja que viagens você poderia fazer em cada período livre. Talvez aquela que você sempre quis fazer pode só ser possível ano que vem. Talvez no próximo feriadão você possa fazer uma viagem que você não tinha considerado antes. O objetivo neste ponto é determinar suas opções de destinos para cada período livre. 
No final desses passos, você descobrirá se realmente não tem tempo para viajar ou se foi uma grande desculpa que você se deu o tempo todo. Você pode não ter o tempo ainda para fazer a viagem mais importante pra você, mas pelo menos um fim de semana para algum destino você talvez tenha. O que vai definir suas próximas viagens agora vai ser simplesmente sua relação com dinheiro:
  • Volte na sua lista de destinos e tente estimar quanto você precisaria para realizar cada viagem. Os maiores gastos estão sempre em transporte e hospedagem e são neles também que se encontram as maiores oportunidades de economia. Decida se fazer a viagem mesmo se tiver que dormir num albergue ou hotel simples é mais importante que nunca fazê-la. Pense nas opções de transporte: alugar um carro pode ser mais barato que andar de ônibus, passagens aéreas são mais caras em certos períodos do ano, fazer um cruzeiro pode ser mais barato que qualquer outra opção disponível. Alguns destinos ficam mais baratos em pacotes de viagens, outros ficam mais caros dessa forma etc.
  • Para cada período livre no calendário, avalie agora suas opções reais de viagens baseado no quanto de dinheiro você tem disponível. Com o custo em mente, a partir deste momento você pode usar suas habilidades de administração financeira para viabilizar a viagem dos sonhos, mas o mais importante que você tem agora é sua lista de opções. Você pode não ter o dinheiro ainda para levar a família para Orlando, mas talvez tenha para passar uma semana incrível no litoral brasileiro ou um fim de semana aconchegante na serra.  
Por fim, a dica de ouro para você se tornar um grande viajante: fique atento às oportunidades! Assumindo que você estudou bastante sobre sua lista de opções e seus recursos nos passos anteriores, você é capaz de identificar e aproveitar as melhores oportunidades para realizar sua viagem. Alguns exemplos práticos:
  • Se você sabe que o custo médio de uma passagem para Nova York é de R$2000 e apareceu passagem por R$800 num período que você já tinha identificado como possível, você não perderá essa promoção.
  • Se você já quer ir para São Paulo e descobre que haverá um evento imperdível (como uma corrida, exposição ou show por exemplo) no período que você tem disponível, unirá o útil ao agradável e fará logo as reservas antes que acabem os ingressos.
  • Se você quer viajar no próximo feriadão para o nordeste do Brasil e sabe seus destinos possíveis, poderá acompanhar a variação dos preços de cada um e quando aparecer uma promoção você poderá dar prioridade para esse destino e com isso gastar menos dinheiro.
  • Se você quer ir para a Inglaterra e sabe que a libra esterlina está num período barato em relação ao real, poderá dar prioridade agora para a sua viagem para a Europa ou pelo menos ir comprando moeda aos poucos pra minimizar os custos.
  • Se você quer conhecer a Argentina e o Uruguai, pode unir as duas viagens em uma por proximidade se tiver o tempo e dessa forma gastar menos dinheiro que em duas viagens distintas. ” 
Agora que o William te explicou direitinho as estratégias para você colocar em prática aquele sonho de viajar sem desculpas vou dar uma resumida na estratégia:
  • Planejamento. Levantar todas as informações necessárias para tomar decisões (premissas e restrições).
  • Autoconhecimento. Conhecer suas prioridades e seus desejos.
  • Plano de ação. Definir as ações para colocar o plano em prática incluindo a organização do tempo e das finanças.

Coloque a mão na massa, seguindo as dicas e boa viagem!

You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!