Lidando com os "Cantinhos da bagunça"

05:00

Todos nós temos em casa aqueles espaços conhecidos, pequenos focos de bagunça que nos incomodam. Como eles surgem e o que fazer para evitar que eles tomem conta da casa inteira?
Uma cadeira no quarto acumulando as roupas limpas a serem dobradas e guardadas; uma gaveta na cozinha repleta de utensílios e bugigangas diversas; um cabideiro com roupas já usadas não tão sujas para lavar e nem tão limpas para guardar; a gaveta dos fios e equipamentos eletrônicos perdidos; o aparador no hall de entrada com correspondências, moedas e papeizinhos, reflexo do despejo de objetos de quem acaba de chegar em casa; o cantinho ao lado da porta de entrada e sua pilha de sapatos acumulados ou o clássico uso do quartinho de empregada como depósito acumulando tudo o que não cabe no resto da casa.
O que esses espaços têm em comum? Todos costumam começar como pequenos espaços de armazenamento temporário e acabam se tornando depósitos de bagunça. Eles surgem inadvertidamente por você não ter definido o espaço para cada objeto (setorização) ou o processo correto para armazenamento. Isso aliado também aquelas velhas amigas, a preguiça e a procrastinação. ;)
  • Bom, para resolver o problema o primeiro passo é identificar quais são os seus "cantinhos". Dê uma volta pela casa e identifique aqueles buracos negros da bagunça. O que você guarda neles? Como as coisas foram parar ali? Sem, julgamentos, sem desculpas, sem dourar a pílula. Aquela gaveta de quinquilharias emboladas em fios de equipamentos eletrônicos que você nem sabe se possui mais não é "a gaveta de objetos pequenos importantes" e até para os mais organizados, aquela pasta etiquetada como "outros" não passam de baguncinha e preguicinha disfarçadas.
  • Agora se pergunte que mudança você poderia fazer na sua casa e na sua rotina para evitar a bagunça de aumentar naquele lugar? Será que mover a sapateira para o canto ao lado da porta de entrada impediria os sapatos de se acumularem desordenados alí? Pense em alternativas criativas e em formas de tornar o seu dia a dia mais prático aproximando o local de armazenamento dos objetos do local de uso.
  • Se não houver alternativa, pense em incluir na sua rotina diária alguns minutos para esvaziar a bagunça. Isso porque provavelmente esses espaços são "caixas de entrada" com coisas que estão aguardando ser analisadas e processadas. Por exemplo, a cesta ou cadeira com roupas limpas ainda não passadas e dobradas. Se você não tirar um tempo na sua rotina para resolver esses pontos, as atividades se acumulam e a bagunça se instala.
O que não vale é fingir que o problema não existe, combinado? Não ignore, ou a coisa vai virando uma bola de neve e a situação acaba fugindo do controle. O segredo é impor limites ao caos e revirá-lo do avesso sempre que possível. ;)


You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!