O que fazer com as fotografias?

05:00


Temos o hábito de guardar objetos associados a memórias e recordações. Nada mais afetivo que fotografias, certo? São registros de momentos e estão diretamente ligados a emoção do que ocorreu. Então o que fazer com o acúmulo de fotografias? Sejam impressas (cada vez menos comum) ou digitais, como organizar nossas fotos de maneira prática?
  • Primeiro passo, como em toda organização, é a triagem. Sim, mesmo com nossas memórias é preciso decidir o que fica, o que precisa de conserto (restauração de fotografias antigas é uma opção) e o que pode ser descartado (quem nunca tirou fotos tremidas, escuras demais mesmo para o mais expert em softwares de edição de imagem, sem foco ou repetidas?). Só pensar em jogar alguma foto fora já te dá calafrios? Calma, ninguém está te forçando a nada. Você pode manter suas fotos desde que descubra um fim para elas (um mural criativo ou uma obra de arte, por exemplo), ou que as consulte com certa frequência. Mas não se esqueça que, como diz a música do Leoni "O que vai ficar na fotografia são os laços invisíveis que havia".
  • Imprimir ou não, eis a questão. Não vou me meter nisso. Muita gente ainda prefere ter as fotos impressas, outros já aderiram completamente a álbuns digitais. Se você não se importa em ter todas as suas fotos digitais, digitalizar as fotos antigas pode ser uma boa maneira de manter tudo organizado num mesmo local. Uma alternativa meio-termo pode ser (ao invés de criar álbuns imensos, selecionar fotos e imprimir livros de fotos. Existem vários serviços e softwares disponíveis para te auxiliar nessa tarefa (você pode adicionar moldura, recortar fotos digitai, criar montagens e depois pagar pelo serviço de impressão).
  • Definir o critério de armazenamento. Essa é a parte mais importante na organização em si do seu acervo. E isso só você pode fazer. Como sempre falo, esses critérios dependem muito da sua personalidade e do uso que você faz dos objetos (das fotos nesse caso). Você pode preferir quebrar em pastas por ano/mês e então detalhar em eventos, ou pode fazer o contrário, separando pastas por evento (casamentos, aniversários, dia das mães, férias, por exemplo) e então quebrar em ano/mês. Esse critério é importante porque é através da definição dessa lógica que a procura por uma foto em especial vai se tornar uma tarefa mais fácil. Fica mais fácil visualizar em pastas no computador, mas os critérios também precisam ser utilizados para montar seus álbuns e foto livros.
  • Crie uma rotina de armazenamento periódico das novas fotos. Sugiro que mensalmente você atualize seus arquivos. Seja imprimindo e atualizando os álbuns físicos, seja montando e mandando imprimir foto livros ou baixando as fotos da sua máquina digital ou smartphone para sua estrutura de pastas.
  • Caso seu armazenamento seja em formato digital, lembre de fazer backup dos seus arquivos. Confiar apenas no seu computador não é muito recomendado. O ideal é copiar os dados para a nuvem, para um HD externo ou para outras mídias como DVDs por exemplo.

No mais, curta suas fotos, atualize seus porta-retratos, crie momentos em família para rever as memórias, compartilhe com a família, personalize lembranças com seus arquivos. 

You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!