#ResenhaAvessodoCaos "Vida Organizada"

05:00

O Livro da Thais Godinho (dona do blog com mesmo nome),  tem uma linguagem leve e leitura fácil. Com exemplos e exercícios práticos, propõe uma revisão do significado de organização do ponto de vista individual de cada um. Abaixo listo alguns pontos retratados no livro:
  • Um livro sobre prioridades: a teoria é bem familiar, organizar tem a ver com reconhecer seus limites, dizer não e focar no que é realmente importante para você. ;)
  • Personalizado: organizar é diferente para cada pessoa e deve levar em conta as características de cada um. Concordo plenamente, é preciso conhecer seu próprio caos para se organizar. É importante porém reforçar que quando você divide espaços e rotina com outras pessoas o olhar do outro e a realidade do outro também são importantes. Então, se só você se acha na sua bagunça, pode estar organizado para você mas não vai ser útil e prático para mais ninguém. As regras e técnicas que nós profissionais de organização ensinamos são dicas para tornar qualquer situação organizada para o máximo de pessoas possível, para facilitar a vida de uma maneira mais ampla, bastando apenas que você personalize para sua vida e suas relações.
  • Simplificar é a chave: se não for simples você não vai continuar fazendo, não é verdade?
  • Hábito: uma frase interessante do livro é "organização é como reeducação alimentar: vamos aprendendo aos pouquinhos como funciona e tomando atitudes no dia-a-dia que vão construindo os resultados ao longo de toda nossa vida". É preciso dar o primeiro passo e associar a uma motivação/ objetivos que te ajudem a manter o foco.
  • Não há modelos ideais ou regras rígidas: perfeição não existe!
  • Arrumar é fácil mas não resolve o problema: esconder o problema, dar uma roupagem bonita, não te ajuda em nada.
  • Ser multitarefa é um mito: fazer muitas coisas ao mesmo tempo é não fazer nenhuma delas direito. É uma visão que tem sido bastante defendida ultimamente. Eu concordo plenamente, mas também nisso não há regra. Eu explico: acho que algumas coisas são possíveis de fazer ao mesmo tempo, como tarefas braçais, por exemplo. Ver televisão dobrando as roupas é algo que costumo fazer. Tudo que não demande atenção pode dividir espaço no seu dia-a-dia e saber reconhecer coisas desse tipo é importante e faz parte de se organizar.
  • Objetivos são sonhos organizados: achei essa sacada sensacional. Traduzir seus sonhos e direcionar suas ações e atividades diárias a esses objetivos torna a realização mais clara e possível.
  • Não é possível organizar tralha: olha o desapego ai gente! Um capitulo inteirinho com dicas de como abrir espaço para o novo se desfazendo de coisas desnecessárias e algumas ideias de como identificar o que é de fato desnecessário. E algumas dedicadas a papelada (quem nunca?).
  • Método GTD: um método de organização de David Allen que é citado várias vezes durante o livro. Particularmente interessante a teoria das 43 pastas. Deu vontade de continuar o livro dele "A arte de fazer acontecer" que eu ainda não consegui terminar.
  • Rotina: criar uma sequencia de ações para que você não precise  perder tempo pensando o que precisa fazer em seguida. Boa definição, não acham?
  • Agenda: o livro trás um capítulo só sobre o assunto e foi nele que me baseei para o post da semana passada.
E muito mais...casa, trabalho, motivação, procrastinação, controle, importante x urgente.

Um excelente livro. Legal ver que tantos conceitos e técnicas nas quais acredito e já falei por aqui são compartilhadas por alguém que fala sobre o tema a bem mais tempo que eu. Indico particularmente para iniciar os estudos em organização e aplicar os conceitos no dia-a-dia. Por outro lado, para um leitor mais avançado, tende a ser repetitivo em alguns momentos (estratégia compreensível e necessária para reforçar os conceitos no leitor iniciante). Super vale a leitura.

You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!