Metodologia Avesso do Caos

06:00


Com a minha experiência trabalhando com organização pessoal, vejo que a grande dificuldade das pessoas está em entender que passos seguirem para se organizarem. Entendo que a melhor forma de começar esse processo é sabendo exatamente o que virá a seguir e qual o caminho para chegar até o objetivo desejado.  Foi com esse objetivo que criei uma metodologia que vale para organizar qualquer área e ambiente e serve como um guia para virar o caos do avesso. Segue abaixo em linhas gerais as fases dessa metodologia.  

CHEGA DE CAOS

 A primeira fase parte do pressuposto que você entendeu os benefícios da organização e resolveu investir nisso. Varias podem ser as suas motivações para se organizar: desde a chegada de um novo membro na família, mudança para uma casa nova, viagem, separação, casamento, não achar as coisas no seu guarda-roupa, variação de peso e o que mais lhe desestruturar a ponto de você precisar rever o seu espaço e a sua rotina. 
Fato é que independente do que precisa organizar, é preciso planejamento! Então, nessa fase também é importante responder a algumas perguntas como: Quanto tempo você dispõe para organizar? O que exatamente pretende organizar? Qual o objetivo que pretende alcançar? Vai investir em materiais de organização, móveis, prateleiras, aplicativos para gerenciamento do tempo? Alguém vai lhe ajudar? Vai contratar um profissional? 
Defina expectativas, prazos, custo e esforço disponível e necessário. Liste o que precisa ou gostaria de organizar. Mas não fique só nisso, revise a lista, defina prioridades e planeje datas para a execução delas. Como já falei aqui, estudos mostram que só de colocar uma ideia no papel o nosso cérebro já se organiza melhor e abrimos espaço para a realização!

MERGULHO NO CAOS

Agora é hora de entender a fundo a sua situação. Nessa etapa é importante se conhecer, se observar e identificar seus hábitos, objetos de uso mais frequente, horários em que produz mais.  Mergulhar no seu caos envolve consolidar em um mesmo local todos os itens que pretende organizar e listar a quantidade dos mesmos. Isso vale também para os afazeres e rotina, compromissos e afazeres. É importante ter visibilidade do volume a organizar e aproveitar para repensar o que possui. É o momento da triagem. 
Essa etapa para alguns é a mais difícil, pois envolve a sua relação com seus objetos, com a sua rotina. É aqui que você vai identificar oportunidades de desapegar e se sentir mais leve. Já falamos bastante sobre desapego por aqui, tente focar no que é importante, no que você quer que permaneça, no que te faz bem. O que não se encaixar nesses critérios deverá ir embora, sejam objetos, compromissos, ou mesmo sentimentos e amizades. Tudo que estiver lhe tirando o foco deve ser triado e descartado para liberar espaço para o que realmente importa.

VIRANDO O CAOS DO AVESSO

Depois que a parte mais difícil já passou, é hora de colocar a mão na massa! É preciso definir a localização e setorização dos itens. Nessa fase você pode identificar a necessidade de utilização de materiais e acessórios de organização  (já falamos sobre eles aqui), ou mesmo aplicativos para celular, computador ou tablet. 
E, então, é hora da arrumação propriamente dita, definir a disposição dos itens nos espaços, organizar a rotina e definir os processos para segui-la. É preciso pensar em praticidade e conforto visual. A Organização possibilita a sensação de conforto, através do uso do espaço e do tempo. Quanto menor for o esforço de adaptação, maior será sua sensação de conforto.

AVESSO DO CAOS

Seguindo as etapas anteriores, restam apenas detalhes como identificar suas coisas. A identificação auxilia a setorização e facilita a manutenção.
Depois de tudo organizado, resta curtir o que você fez e recomeçar!Isso porque, no dia a dia, você deve encaixar na rotina o hábito de retornar ao local determinado os itens que você retirou do lugar e rever sua lista de afazeres e seu calendário. Além disso, é preciso, de tempos em tempos, fazer  nova triagem e revisar a organização em si e verificar o que tem funcionado e o que não tem funcionado para você.

Quer entender melhor como funciona? Tem alguma ideia para tornar a metodologia ainda melhor? Comenta aqui! Conhece alguém com dificuldade para se organizar que poderia se beneficiar desse passo-a-passo? Compartilha!

You Might Also Like

0 comentários

Faça parte da minha lista!